Dançando Entre Lírios mortos,Livro de poesias de Marcos Antônio Filho(Fábrica de livros,15 Reais)
maiores informações em marcos.antoniofilho@gmail.com ou no próprio blog

sábado, 13 de janeiro de 2007

Espero-te

Espero-te,
O tempo que for.
Quero-te,
Para aliviar esta dor,
Que não cessa enquanto você não chega.

Espero-te,
Sou o mais paciente do mundo.
Amo-te,
Em cada segundo,
Vejo-te,
Em um sono profundo
Que eu não ouso perturbar.

Espero-te,
Acompanhado da solidão.
Sinto-te,
Muito próxima do meu coração.
Venero-te,
Desobedecendo a razão.
Eu só penso em você.

Somes, não dá notícias,
Brinca comigo, faz de mim o que bem quer.
Eu não me importo,
Eu sei que você vai me procurar,
Por isso eu continuo a te esperar,
Pode ser pelo o resto da minha vida,
Mas tenho a certeza que eu terei você um dia.

Um comentário:

HEBE disse...

OI...PORQUE TEMOS QUE ESPERAR,SE NA REALIDADE O QUE QUEREMOS E ESTAR JUNTO DA PESSOA AMADA...PQ ESTAR DISTANTE,SE O QUE MAIS DESEJAMOS E ESTAR JUNTINHO...ESPERAR MACHUCA DEMAIS,MAIS QUANDO AS COISAS NÃO DEPENDE SOMENTE DE NOS,TEMOS QUE SABER ESPERAR...ADOREI O TEXTO,PERFEITO...BEIJOS NO SEU CORAÇÃO...HEBE