Dançando Entre Lírios mortos,Livro de poesias de Marcos Antônio Filho(Fábrica de livros,15 Reais)
maiores informações em marcos.antoniofilho@gmail.com ou no próprio blog

domingo, 8 de março de 2009

Músicas para nossos ouvidos: How I Can Go On

Monserrat Caballet, uma das mais notáveis sopranos do mundo, ficou sabendo da admiração de Freddie Mercury pela TV, onde ele declarou que a soprano era a melhor cantora do mundo, e que ele adoraria cantar com ela. O encontro dos dois acabou acontecendo e um álbum foi gravado " Barcelona". Uma mistura inusitada, uma soprano com um cantor de Rock. Mas eram extramente talentosos naquilo que faziam e eram dotados de uma técnica incrivel ao cantar, o que acabou tornando o álbum uma das melhores apresentações vocais dos dois. A Música "Barcelona" se tornou tema das Olímpiadas de 1992, que foram na cidade catalã.E Em outubro de 1988,No teatro La Nit em Barcelona, Um show iniciando a contagem para a Olímpiada, Freddie Mercury e Monserrat cantam How I Can Go On, na última apresentação "ao vivo" de Freddie Mercury, já que os shows com o Queen pararam em 1987, devido a sua saúde que se agravava com o passar do tempo por causa de Freddie Mercury estar com AIDS. O Ao vivo entre aspas é porque Freddie e Caballet cantaram em playback e Freddie Declarou que seria impossível fazer um número ao vivo com a magnitude que o dueto com Caballé permitiria. A Música tema das olímpiadas foi cantada na abertura em um dueto virtual com Monserrat e Freddie Mercury em um telão, causando muita comoção entre todos os presentes. A parceria virtual foi repetida antes do jogo da final da Champions League de 1999 entre Bayern de Munique e Manchester United, no estádio Camp Nou.

How I Can Go On prima pela tristeza. Muitos consideram um apelo desesperado de Freddie, que via sua vida se esvaindo, e estava triste com isso. Versos como "How can I go on?/From day to day/Who can make me strong in every way?/Where can I be safe?/Where can I belong?/In this great big world of sadness" e "oh Lord...Hear my plea and take care of me" reforçam a tese de dor e trsiteza que Freddie sentia no momento,combalido pelo o HIV. A minha opinião é que a música soa como um apelo, mas se é do prórpio Freddie prefiro não me ater a isso, prefiro destacar a qualidade vocal de Freddie, que sendo que foi um autodidata como cantor, o que impressiona mais sua interpretação e de Monserrat, considerada a última grande diva da Ópera, o que torna essa canção simplesmente inesquecível.

When all the salt is taken from the sea
I stand dethroned
I'm naked and I bleed
and when your finger points so savagely
is anybody there to believe in me
To hear my plea and take care of me?

How can I go on?
From day to day
Who can make me strong in every way?
Where can I be safe?
Where can I belong?
In this great big world of sadness
How can I forget?
Those beautiful dreams that we shared
They're lost and they're no way to be found!
How can I go on?

Sometimes I tremble in the dark
I can not see
When the people frighten me
I try to hide myself so far from the crowd
is anybody there to confort me
oh Lord...Hear my plea and take care of me

How can I go on?
From day to day
Who can make me strong in every way?
Where can I be safe?
Where can I belong?
In this great big world of sadness
How can I forget?
Those beautiful dreams that we shared
They're lost and they're no way to be found!
How can I go on?

Abaixo o vídeo com a tradução da musica.Enjoy:

2 comentários:

Ron Groo disse...

Valeu Marcos...
Esta canção é linda e Fredie disse que se Monserrat Cabalét não aceitasse cantar com ele, ela nunca seria gravada.
Maravilhoso post, linda lembrança.

Lidianne disse...

Essa música realmente é linda e esse dueto foi perfeito...gosto muito do Queen, mais no momento a que estou escutando para caramba é "I WANT TO BREAK FREE...AMO ouvir a musica e AMO ver o clip.

bjs